Tag Archives: Universitária Entrevista

23/03/20

Produções da RUFM para escutar na quarentena (Parte 1)

Com o avanço da COVID-19, muitos países adotaram como medida preventiva a quarentena para o seus moradores. Nesse período é recomendado ficar em casa para evitar, assim, que o sistema de saúde seja sobrecarregado pelo surto do vírus. Muitas universidades,empresas, órgãos e escolas do Ceará resolveram paralisar suas atividades até o dia 31 de março para respeitar as recomendações do governo do estado. Mesmo com o isolamento social e a rotina modificada é importante encontrar maneiras criativas para superar esses dias. Pensando nisso, a Rádio Universitária FM separou 05 produções da emissora e que você precisa escutar. E que tal aproveitar essa "quarentena" para conferir essas produções? Fique atento à nossa lista:

13/03/20

Universitária Entrevista #47 – Isabelle Moura

Você já ouvir falar sobre a Síndrome de Turner? Essa é uma síndrome genética rara que afeta apenas mulheres, já que é causada pela falta total ou parcial de um cromossomo X. Diagnosticada com a síndrome aos 5 anos, Isabelle Moura resolveu unir sua vivência com os conhecimentos acadêmicos para criar o aplicativo Casulo - Uma rede de apoio para mulheres com Síndrome de Turner.

27/12/19

Universitária Entrevista #46 – Diego Benevides (Aceccine)

Para conversar sobre o trabalho de um crítico de cinema e fazer um balanço de 2019 e da década para o cinema cearense e nacional, o Universitária Entrevista recebe Diego Benevides, presidente da Aceccine.

13/06/19

Universitária Entrevista #31 – Sabrina Fernandes

Em passagem por Fortaleza para o lançamento do livro Sintomas Mórbidos: A encruzilhada da esquerda brasileira (Autonomia Literária, 2019), a socióloga e youtuber, Sabrina Fernandes, conversa sobre aspectos que nortearam a sua produção. Dentre alguns assuntos estão a pesquisa de doutorado que resultou no livro, as manifestações de 2013, e o período político vivido pelo Brasil atualmente.

07/12/18

#22 – Roberta Campos

Roberta Campos comemora 10 anos de carreira com o lançamento, em janeiro de 2019, do seu primeiro DVD, gravado em São Paulo. Todo caminho é sorte - Ao vivo traz os maiores sucessos da cantora, canções inéditas e algumas releituras. Em entrevista à Rádio Universitária FM por telefone, Roberta Campos fala sobre a carreira, parcerias com grandes artistas e a participação na trilha sonora de novelas do país.

24/10/18

#19 – Coral Canto da Casa

Em 2016, o Coral da UFC deu início a um projeto paralelo, um filho, como carinhosamente chamam, o Coral Canto da Casa. Dois anos depois, o Canto da Casa se prepara para apresentar seu segundo espetáculo, A Flor que Nasce do Asfalto, no Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno nos dias 25 e 26 de outubro, às 19h.

20/07/18

#12 – Zé Maria

A vida de Zé Maria, potiguar de Baía Formosa, se revezava entre o trabalho de pescador, a primeira forma que encontrou de ajudar na renda da família, e de guia turístico, recebendo os turistas que visitavam as praias de seu município. A chegada de um cineasta russo com uma proposta de filme mudou essa dinâmica, e o pescador deixou seu lado artista falar mais alto.

04/07/18

#11 – Raisa Christina

É no desenho que a artista visual e escritora Raisa Christina consegue externar seus sentimentos. Ao compor sua arte, a semelhança precisa com o que está sendo desenhado dá lugar à percepção dela sobre o objeto no momento, o que provoca uma mudança direta no traço e faz com que seus desenhos nunca sejam iguais. Raisa já expôs seus trabalhos no Grande Bom Jardim, no Sobrado Doutor José Lourenço e na Casa Vândala.

21/06/18

#10 – Mulher Barbada

Integrante do coletivo As Travestidas desde 2014, Rodrigo Ferreira dá vida à Mulher Barbada, uma artista que vem para questionar os padrões impostos de gênero. O ator, cantor, designer e figurinista conta que as pessoas não entendem o que ele é, mas esse é justamente o objetivo. "Perguntar [o que somos] não nos ofende de forma alguma. Se você pergunta, se você questiona, isso significa que você se importa", afirma.

07/05/18

#6 – Obra e Radiodrama Iracema

Há 153 anos, a obra Iracema segue como um marco na literatura cearense e nacional. Ao escrever o livro, que carregava o subtítulo de Lendo do Ceará, José de Alencar apontou para a cultura indígena como o caminho para a construção de uma autêntica literatura brasileira. Desde 2011, o dia 1º de Maio é celebrado também como o Dia de Iracema. Essa data foi criada para prestigiar a personagem, preservar a memória e promover ações que possam difundir a narrativa.