Tag Archives: Saúde

14/09/21

Brasil registra baixa cobertura vacinal contra meningite

Este ano a Saúde tem registrado baixa cobertura vacinal entre crianças, principalmente contra a meningite. O índice está abaixo de 50%. Há quatro vacinas no SUS contra a meningite: BCG, Pentavalente, Pneumocócica 10 Valente e Meningocócica C. A maioria das vacinas contra a doença são indicadas para crianças até 5 anos.

13/08/21

Inclusão de fisioterapeutas nas UPAs 24h

O cenário da pandemia alterou rotinas nas unidades de saúde. A inclusão dos profissionais de fisioterapia nas UPA’s 24h, Unidades de Pronto Atendimento, é uma dessas novidades. Ao todo, 50 profissionais passaram a atuar nas nove unidades administradas pelo ISGH, Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar: as UPA’s de Messejana, Praia do Futuro, José Walter, Canindezinho, Autran Nunes, Conjunto Ceará, Itaperi, Jangurussu e Cristo Redentor. A coordenadora de Fisioterapia das UPAs, Andrea Braide, aponta a agilidade no atendimento às necessidades do paciente como uma das mudanças a partir da inclusão dos fisioterapeutas.

20/07/21

UFC recebe doações de prédios

A UFC recebeu doação de prédios que ampliará a área da pesquisa e prestação de serviços à comunidade. A iniciativa é resultado de articulações entre o Gabinete do Reitor e a Superintendência do Patrimônio da União. O prédio da antiga Superintendência Regional do Trabalho receberá, entre outras coisas, atividades assistenciais e arquivísticas do Complexo Hospitalar da UFC, formado pela Maternidade-Escola Assis Chateaubriand e Hospital Universitário Walter Cantídio. Serão liberados espaços para atividades de ensino, com a criação de novos ambientes didáticos, e da assistência em saúde.

19/07/21

Infectologista garante segurança das vacinas contra a Covid-19

A segurança das vacinas contra a Covid-19, que precisaram reduzir protocolos pela urgência de produção, é uma das maiores prioridades da Organização Mundial de Saúde e uma das preocupações dos governantes e da população em geral.

19/07/21

Vacinação contra a Covid-19 e Exames de Mama

A ansiedade pela vacinação é mais do que esperada. Uma pressa que não deve ser alimentada, no entanto, é a da realização dos exames de mama pelas mulheres. É o que recomenda a Femama, Federação Brasileira de Saúde da Mama.

15/07/21

Como a época do ano impacta a poluição do ar em Fortaleza

Pesquisa realizada em Fortaleza identifica a relação entre a qualidade do ar e as variáveis meteorológicas e urbanas numa condição geográfica pouco explorada em análises com este foco: a alta incidência solar.

09/07/21

PROGEP promove ação de ginástica laboral para servidores da UFC

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da UFC, a Progep, abriu
inscrições para uma ação de ginástica laboral e de atividades educativas de promoção à saúde e de prevenção a doenças ocupacionais durante o teletrabalho. A clientela são servidores docentes e técnico-administrativos, aposentados e terceirizados vinculados à UFC.

06/07/21

Aumento nos casos de miopia preocupa especialistas

Um crescimento exagerado de pessoas com problemas de miopia tem preocupado os especialistas. Dados da Organização Mundial de Saúde indicam que até 2050 metade da população mundial será míope.

14/06/21

Teste do pezinho permite diagnóstico de seis doenças

Estamos no junho lilás, mês que alerta para a importância do exame do pezinho. Com apenas algumas gotinhas de sangue coletadas do calcanhar dos recém-nascidos é possível diagnosticar precocemente seis doenças congênitas ou hereditárias, entre elas, o hipotireoidismo congênito, a doença falciforme e a fibrose cística. Algumas delas podem até mesmo levar a óbito ou retardo mental grave, caso não seja iniciado o tratamento antes dos primeiros 30 dias de vida.

26/05/21

Doença cardiovascular representa 35% dos óbitos em mulheres

Uma publicação na revista médica The Lancet alerta que as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte de mulheres no mundo, representando 35% dos óbitos anuais. A professora Jênifa Santiago, coordenadora da Liga de Enfermagem Cardiovascular da UFC, diz que as cardiopatias chegam a representar 30% das causas de morte das mulheres brasileiras, principalmente as com mais de 40 anos de idade. Esse número é considerado o maior da América Latina hoje. Hipertensão, colesterol elevado, menopausa precoce e complicações na gravidez são alguns dos fatores de risco nas mulheres apontados pela revista.