" />

09/11/18

#20 – Dora Andrade e Eliovaldo Ananias (Edisca)

Ao longo de 27 anos, a Edisca já recebeu mais de 2600 alunos para diversos projetos. Um deles é o Corpo de Baile da Edisca que, atualmente, apresenta o espetáculo Mobilis na Caixa Cultural (Foto: Mila Petrillo/Edisca)

A Escola de Dança e Integração Social para a Criança e Adolescente (Edisca) surgiu no ano de 1991. Com o objetivo de promover não só o ensino de arte, mas também diversos projetos sociais em áreas como a educação formal, psicologia, vida da mulher e capacitação para o mercado de trabalho, a instituição atua em locais de alto índice de vulnerabilidade social na cidade de Fortaleza.

Ao longo dos seus 27 anos de existência, a Edisca promoveu nove espetáculos, quase sempre com uma temática voltada para questões sociais. Um deles foi Jangurussu, assistido por mais de 280 mil pessoas e premiado como melhor coreografia pela Funarte no ano de 1996. Além desta obra, espetáculos como Koi-Guera, Paideia e Religare fazem parte do processo criativo da instituição.

Atualmente, a Edisca está em cartaz na Caixa Cultural com a remontagem do espetáculo Mobilis. Original de 2003, Mobilis traz aspectos diferentes da proposta principal da Edisca, apresentando um corpo de baile que valoriza a questão do movimento e daquilo que vai para além da forma.

Confira a entrevista* com Dora Andrade (fundadora e coreógrafa da Edisca) e Eliovaldo Ananias (aluno da Edisca):


*Esta entrevista foi realizada no dia 06 de novembro de 2018, nos estúdios da Rádio Universitária FM.

O podcast Universitária Entrevista é uma produção da Rádio Universitária FM 107,9.

Comentários e sugestões para site@radiouniversitariafm.com.br

> Produção e Apresentação: Carolina Areal e Pedro Silva
> Operação de Áudio: José Raimundo Lustosa
> Coordenação de Programação: Caio Mota
> Coordenação Geral: Nonato Lima

Tags:, , , , , , ,

Deixe uma resposta

*