Tag Archives: Coletivo

15/11/19

Universitária Entrevista #43 – Jão (Absolutamente Ninguém)

O poeta Manoel de Barros ficou conhecido por escrever versos que valorizavam as coisas simples da vida. Ele mesmo gostava de dizer, como no poema O apanhador de desperdícios, que era uma pessoa que respeitava as coisas desimportante e os seres desimportantes. Manoel de Barros tinha um olhar diferenciado para a realidade e uma de suas frases inspirou o Coletivo Absolutamente Ninguém a montar sua primeira exposição individual As coisas não querem mais ser vistas por pessoas razoáveis. A exposição segue com visitação até o dia 6 de dezembro, na Casa do Meio, no Complexo da Vila das Artes.