10/06/15

Belchior fala sobre a própria obra na Universitária FM

No programa Caminhos da Cultura, produzido e apresentado por Ricardo Guilherme, o cantor cearense Belchior faz uma análise e autocrítica da sua obra, comentando a história e o simbolismo das músicas que interpreta.

Nesta entrevista, Belchior faz principalmente uma reflexão filosófica sobre o fazer arte e interpretá-la e a relação de suas músicas com a memória comum de ser nordestino, assim como o seu contato com o concretismo, a poética de invenção. Belquior fala a poesia que existe em ser artista e ser cearense, dificuldades e complexidades.

Intercalando clássicos, músicas marcantes da carreira do artista com comentários do mesmo sobre o próprio trabalho, o Caminhos da Cultura toca em como para Belchior a arte funciona como forma de conhecimento do real, de ataque ao real, nas palavras do próprio artista.

O programa é permeado por clássicos como na hora do almoço, mote e glosa, a palo seco, apenas um rapaz latino americano, como nossos pais, entre outros.

 

O artista cearense está desde 2008 em exílio do país por vontade própria, Belchior não deseja a exposição de celebridade e fazer shows. Em busca de cessar a saudade do artista, o memória traz a entrevista histórica de Belchior à Rádio Universitária.

 

"Fundamentalmente, meu trabalho é norteado por duas grandes matrizes. Uma é apresentar uma música nordestina contemporânea, e o desejo de mostrar a viabilidade de um projeto de afirmação de ideias de sentimentos a nível de trabalho. Ambas se pretendem auto biográficas, contemporâneas e nordestinas."

 

 

Últimas postagens

A Revista da Educação trouxe um debate sobre saúde mental na mídia, saúde mental dos universitários e fatos importantes sobre depressão e ansiedade (Foto: Reprodução/Internet)
Saúde Mental é tema da Revista da Educação
O artista plástico Franzé Chaves, o Barrinha, participou de curso de serigrafia da Oficina de Gravados em Havana (Cuba) (Foto: Escola Vila/ Arquivo)
Franzé Chaves (Barrinha) no Artes e Artistas da Terra
Em dois volumes, o Atlas é um mapeamento da língua falada no Ceará, com informações capazes de auxiliar estudos de linguistas, lexicógrafos, gramáticos, historiadores, sociólogos e pedagogos (Foto: Bandeira do Ceará/Reproduçã)
Ciência, Desafio da Terra destaca Atlas Linguístico do Ceará
Antes de ser ator, Nuno Leal Maia, hoje com 72 anos, foi jogador e treinador de futebol (Foto: Reprodução/RevistaTrip)
Nuno Leal Maia no Caminhos da Cultura
O apresentador Ricardo Guilherme conversou com os médicos Luiz Teixeira e João Francisco sobre Homeopatia no programa Centro de Debates de 1982 (Foto: Reprodução/Internet)
Homeopatia é destaque no Centro de Debates de 1982
Tags:,

4 respostas para “Belchior fala sobre a própria obra na Universitária FM”

  1. Ruan Galdino Fernandes disse:

    Nossa eu que sou fã e por muito tempo não tinha informações desse grande artista essa entrevista caiu do céu…

  2. Márcio Renato disse:

    Gente, que coisa maravilhosa!
    Quando essa entrevista foi realizada?

  3. Diego Alexandre Allein disse:

    Gênio, gênio, gênio. Apenas.

  4. André disse:

    Belchior é simplesmente umas das maiores riquezas da música popular Brasileira. Para mim, um grande gênio do sol. Belchior, cada vez que ouço as suas músicas te admiro cada vez mais. A sua sensibilidade, sua inteligência, seu olhar sentimental sobre a vida, sobre as pessoas, sobre o cotidiano, passando emoção e crítica, nos fazendo refletir sobre a existência humana. É hora do almoço, é uma música que me identifico demais, pois era assim que minha amada vó ( saudosa) me chamava inúmeras vezes na hora do almoço. Moço, moço, é hora do almoço! Esse seu modo de compor tão real, tão vivo, tão profundo sobre nosso dia a dia é que me fascina. Você é uma benção para nossos ouvidos! Que Deus te ilumine, te abençoe e que tenhas muitos e muitos anos de vida, para sempre nos presentear com tanta inteligência em suas composições! Amamos você!!! Sua obra já se eternizou em nossos corações e nos de muitos que ainda virão, você já é uma lenda!

Deixe uma resposta

*