16/12/19

RUFM estreia radiodocumentário sobre mudanças climáticas

Foram, ao todo, 4 meses de produção, entrevistas e edição para concluir o radiodocumentário Depois do Fim: quem está matando o mundo? (Foto: Divulgação/Pixabay)

Quase três quatro meses de trabalho, 31 entrevistados. Uma verdadeira força-tarefa foi criada para a produção do radiodocumentário Depois do fim: quem está matando o mundo? que estreia dias 19 (primeira parte) e 20 (segunda parte), às 12h30, na Rádio Universitária FM, logo após o Rádio Debate. O objetivo é levar aos ouvintes dados e análises de cientistas e de defensores da causa ambiental sobre o tamanho do impacto causado pelas mudanças climáticas.

A primeira parte mostra a responsabilidade do ser humano sobre o aumento da temperatura no planeta através de atividades que contribuem para a emissão dos chamados gases de efeito estufa. Além de professores e pesquisadores da Universidade Federal do Ceará, participam do programa representantes de outras universidades brasileiras e de outros países, e ainda de organizações ligadas ao estudo do clima, como o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas e o Observatório do Clima. Na segunda parte, as vozes de jovens defensores do meio ambiente se unem às de Associações e Organizações Não Governamentais que atuam na área para pedir o engajamento de pessoas e governos na causa. Especialistas ainda falam, na parte 2, sobre as perspectivas e as alternativas para garantir o futuro das próximas gerações.

O tema das mudanças climáticas, que aparece corriqueiramente nos noticiários, nem sempre recebe o aprofundamento necessário e, nos últimos tempos, foi posto em dúvida pelos chamados negacionistas do clima. Segundo Igor Vieira, diretor e produtor do especial, a ideia era fazer uma série de reportagens para o site da rádio. “No decorrer do processo, acabou se tornando algo maior. A gente achou que as reportagens não dariam conta da quantidade de temas que o assunto envolve e, no final, cresceram ainda mais e se transformaram num radiodocumentário em duas partes”, explica.

O diretor da Rádio Universitária, Nonato Lima, destaca o papel educativo do documentário radiofônico. “Uma rádio como a nossa, além de ser uma emissora com papel de entretenimento, de difusão cultural e artística, tem também uma dimensão pedagógica. Um documentário desse nível contribui com certeza para a formação da cidadania e deverá servir de subsídio, por exemplo, para as escolas, porque os professores de um modo geral, sobretudo das escolas de Ensino Fundamental e Médio, procuram experiências midiáticas que somem, que ajudem a abordagem de determinados conteúdos”, aponta.

O radiodocumentário Depois do fim: quem está matando o mundo? também será reprisado nos dias 19 e 20 às 18h. A equipe de produção dedica a obra a todas e todos que devotaram e ainda devotam suas vidas à causa ambiental.

SERVIÇO:
Estreia do radiodocumentário Depois do fim: quem está matando o mundo?
Primeira parte: 19 de dezembro, às 12h30 e 18h (reprise)
Segunda parte: 20 de dezembro, às 12h30 e 18h (reprise)

FICHA TÉCNICA
Produção e Reportagem:
Calianne Celedônio e Caroline Rocha com colaboração de Carolina Areal, Fabrício Girão e Pedro Silva 

Roteiro
Síria Mapurunga com colaboração de Carolina Areal, Igor Vieira e Raquel Dantas

 Operação de áudio
João Pedro e José Raimundo Lustosa

Edição, Sonoplastia e Apresentação
Caio Mota

 Produção e Direção
Igor Vieira

Direção da Rádio Universitária FM
Nonato Lima

Esta obra é dedicada a todas e todos que devotaram e ainda devotam suas vidas à causa ambiental.

Tags:, , , ,

Deixe uma resposta

*