" />

06/09/17

Trinta e duas: memórias de um passado presente

O Urubu, um dos maiores campos de concentração do estado do Ceará, serve como cenário da peça Trinta e Duas (Foto: Tim Oliveira)

Campos de concentração em uma Fortaleza de isolamento e poder. Este é o tema da peça teatral Trinta e Duas que está em cartaz nos dias 8, 9, 10 de setembro no palco principal do Theatro José de Alencar (TJA). O espetáculo conclui as atividades da turma de 2016/2017 do CPBT (Curso de Princípios Básicos de Teatro), um projeto de artes cênicas realizado pelo TJA.

Dirigidos pela atriz e diretora Neidinha Castelo Branco, os 29 concludentes do curso contam a história de Marly e Eunice, duas mulheres que, segundo a diretora, "caminham em linhas paralelas, como se fossem trilhos de trem".

A trama é uma ficção inspirada na dura realidade dos sertanejos que, na década de 30, fugiram da seca e acabaram sofrendo nos sete campos de concentração que existiram no Ceará. Em busca de comida e trabalho, os retirantes sofreram desgraças que até hoje refletem a sociedade desigual e marginalizadora do presente. Por que, segundo os próprios alunos, esse é "um passado que se recusa a ser passado".

Curso Princípios Básicos de Teatro

O CPBT surgiu em 1991 e tem a proposta de apresentar a arte cênica à amadores e iniciantes. Segundo Neidinha, o "curso proporciona aos alunos a oportunidade de vivenciar e ter a experiência do fazer teatral" através do tripé das artes cênicas: observar, refletir e exprimir.

Mariana Bertini, que é estudante de Ciências Sociais, é uma das 29 concludentes do curso e afirma que "o teatro do CPBT faz parte do pressuposto de uma mudança pessoal do ator". A metodologia do projeto é propiciar o "encontro de você com outros corpos e com o seu próprio corpo, porque para você atuar, para você estar no palco, você precisa ter essa percepção", conta.

Em entrevista* à Rádio Universitária FM, Mariana Bertini comenta sobre as vivências e experiências no CPBT.

Serviço:

Espetáculo Trinta e Duas
Local: Theatro José de Alencar
Sessões: 8 de setembro (19h)
9 de setembro (17h e 19h)
10 de setembro (17h e 19h)
Ingressos: R$10 (inteira) R$5 (meia)
Censura: 12 anos

*Entrevista concedida por telefone no dia 05 de setembro de 2017

Tags:, , , ,

Deixe uma resposta

*