" />

21/05/18

Curtas produzidos pela UFC vão participar do Anima Mundi

O curta Catador de Sonhos foi um dos selecionados para participar do festival Anima Mundi 2018 (Foto: Reprodução/YouTube)

A disciplina de Produção Audiovisual para Crianças e Adolescentes, do curso de Sistemas e Mídias Digitais da Universidade Federal do Ceará (UFC), teve duas de suas produções selecionadas para o festival Anima Mundi 2018Os curtas Catador de Sonhos e A Caixinha foram escolhidos para participar do maior evento de animação da América Latina e vão ser exibidas na mostra Futuro Animador.

As produções têm como temática os direitos de crianças e adolescentes e foram realizadas no ano de 2017, em parceria com o Núcleo Cearense de Animação, da Casa Amarela Eusélio Oliveira da UFC.

A professora Andréa Pinheiro, ministrante da disciplina e integrante do Laboratório de Pesquisa da Relação Infância, Juventude e Mídia (GRIM) explica o motivo de escolha do tema:

"A opção pela temática tem a ver com várias questões. A primeira delas, eu diria, é o processo que a gente vive dentro do nosso país de uma política organizada para extinguir direitos da população. Eu acho que a gente precisa no espaço da universidade pública reafirmar direitos. Aqui no nosso contexto do Ceará, a gente tem visto muitos jovens sendo mortos de forma profundamente violenta e não dá para fingir que essas coisas não estão acontecendo".

Para muitos dos alunos que fizeram parte do projeto, a produção dos curtas representou o primeiro contato com a criação de animações. George Torres, recém graduado no curso de Publicidade e Propaganda da UFC e um dos integrantes da disciplina, comenta sobre a experiência de ter participado da produção do curta A Caixinha:

"Quando a gente começou a entender como era que seria produzido esse vídeo, bateu um pouco de desespero, no começo. Mas aí depois a gente viu que o processo é complicado, mas acaba sendo simples e muito prazeroso. Nós tiramos para o vídeo de 'A Caixinha' mais de 200 fotos, porque fomos produzindo o vídeo frame por frame. Cada rosto do personagem, cada movimento, a gente produzia na Casa Amarela, mudando manualmente o local dos elementos e foi um processo bem interessante. Mas foi o meu primeiro contato e de toda a equipe".

Além da relevância social que a disciplina proporciona, o fato dos produtos terem sido selecionados para o festival Anima Mundi fortalece a continuação da matéria que iniciou no ano passado. Amanda Girão, estudante do curso de Sistemas e Mídias Digitais da UFC e uma das produtoras do curta Catador de Sonhos, ressalta a sensação de poder participar do festival:

"Fiquei muito surpresa, muito feliz, no momento, porque eu não tinha ideia de que essa era uma possibilidade. Mas foi muito boa. Eu vi que o trabalho realmente recompensou. Que a gente fez uma coisa muito relevante para ser selecionado".

Vale lembrar que o Anima Mundi não possui caráter competitivo. Dessa maneira, a participação das animações funciona como uma espécie de reconhecimento do trabalho desenvolvido pelos idealizadores do produto. O Anima Mundi vai acontecer em duas etapas. A primeira vai ser realizada entre os dias 20 a 29 de julho no Rio de Janeiro e a segunda etapa acontece de 1º a 5 de agosto em São Paulo.

Reportagem de Pedro Silva com orientação de Carolina Areal

Tags:, , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

*