Notícias

14/08/18

O futuro da pesquisa no Brasil

A eletricidade, o telefone e a internet são alguns dos elementos que facilitam a vida da sociedade. Mais do que isso, essas descobertas são frutos de anos de pesquisas científicas e representam o contínuo avanço da ciência. Em 2016, segundo o Censo do Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil (DGP) divulgado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o número de pesquisadores em atuação no Brasil aumentou 11%. Ao mesmo tempo em que o número de pesquisadores e pesquisas cresce, o investimento diminui. O orçamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) em 2016 (R$ 4,597 bilhões) foi cerca de 50% menor do que em 2014 (R$ 8,943 bilhões).

10/08/18

Aplicativo identifica distúrbios fonológicos

O desenvolvimento da linguagem é parte fundamental no crescimento de uma criança, já que a fala é uma das principais ferramentas de comunicação. Mas os pequenos podem apresentar distúrbios fonológicos nesse processo, que às vezes são ignorados pelos pais por considerarem uma coisa passageira da infância. Para ajudar na identificação desses distúrbios, os estudantes do Curso de Design Digital do Campus de Quixadá da UFC elaboraram um aplicativo para uso nas salas de aula.

09/08/18

UFC incentiva a prática do desporto

Dentre as muitas atividades que fazem parte do cotidiano da Universidade Federal do Ceará (UFC), uma das que mais se destacam é o desporto. Com uma série de modalidades como o futebol, a natação e o vôlei, a UFC oferece incentivos à prática desportiva, auxiliando na busca do bem-estar e do lazer para todos os seus participantes.

27/07/18

Os 50 anos da Tropicália no Brasil

Neste mês de julho, comemora-se os 50 anos do álbum-manifesto Tropicália ou Panis et Circencis. A história da Tropicália, porém, começou um ano antes no III Festival da Música Popular Brasileira, quando foi apresentada ao país uma nova forma de fazer música. As apresentações de Caetano Veloso,"Alegria, Alegria", e Gilberto Gil, "Domingo no Parque", não foram as vencedoras do festival, mas influenciaram esteticamente no movimento que surgiria no país.

25/07/18

O ensino de Libras em Fortaleza

Considerada a segunda língua oficial do Brasil, a Língua Brasileira de Sinais (Libras) está presente, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no cotidiano de mais 10 milhões de pessoas com deficiência auditiva em todo o país. Com reconhecimento obtido pela lei nº 10.436 apenas em 2002, essa comunicação é alvo diário da falta de informação e do preconceito, gerando barreiras para a ampliação de seu ensino e difusão.