23/01/17

Mundo do Trabalho com Djacy Oliveira

(Foto: Filipe Pereira)

Esta semana, a seção Memória do site da Rádio Universitária FM 107,9 MHz traz a reprise da primeira edição do ano do programa Mundo do Trabalho, em homenagem ao radialista, produtor e apresentador Djacy Oliveira (1964-2017). Nos últimos quatro anos, com transmissões aos sábados de 7 às 8h da manhã pela Universitária FM, o programa Mundo do Trabalho abordou temas ligados à política, economia, cultura e sociedade sob uma ótica progressista, em especial sobre conquistas, lutas históricas e direitos da classe trabalhadora. Os debates do programa ainda contavam com a participação de membros de sindicatos, organizações não-governamentais e integrantes de movimentos sociais.

O programa do último dia 7 de janeiro foi dividido em dois blocos, e teve como convidados o professor Eudes Bayma e a advogada e militante feminista Marty Silva, e mediação de Djacy Oliveira. No primeiro bloco, os convidados analisaram o resultado das eleições norte-americanas de novembro de 2016, quando o empresário e candidato do Partido Republicano Donald Trump venceu a senadora e ex-secretária de Estado Hillary Clinton. Além de representar o momento de ascensão de forças políticas conservadoras ao redor do mundo, a vitória de Trump para a presidência dos Estados Unidos traz efeitos e incertezas para as relações internacionais e a globalização. O programa polêmico de Trump é composto por medidas de protecionismo, controle de imigração e revisão ou cancelamento de acordos comerciais, como o Nafta e a Parceria Transpacífico, tratados militares como a OTAN, e diplomáticos, a exemplo da última Convenção do Clima sobre aquecimento global ratificada em Paris (2015).

No segundo bloco, as análises de conjuntura se voltam para o atual momento das reformas trabalhista e previdenciária em curso no Brasil, encampadas pelo governo do presidente Michel Temer. Ambas as reformas iniciadas pelo Executivo após o impeachment de Dilma Rousseff têm encontrado ressonância na grande mídia, no Legislativo e no Judiciário, apesar da resistência de alguns setores da sociedade e de forças de esquerda. Os convidados discutem sobre as novas propostas de que as negociações entre empregadores e trabalhadores possam valer em detrimento dos dispositivos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), em assuntos como jornada de trabalho, férias, 13º salário, o que pode gerar precarização e perda de direitos trabalhistas. Sobre as propostas de reforma da Previdência, os convidados discutem as novas propostas do governo, como a idade mínima para aposentadoria de 65 anos para homens e mulheres, equiparação dos direitos e benefícios dos trabalhadores do setores público e privado, à exceção dos militares, e aumento do tempo de contribuição para 49 anos para o acesso a 100% dos benefícios da aposentadoria.

O programa Mundo do Trabalho de 7 de janeiro de 2017 teve produção e apresentação de Djacy Oliveira, e operação de áudio de Nonato Alves. Ouça o programa completo:

Últimas postagens

Tudo o que se pode fazer em prol da saúde antes de que qualquer doença se instale é considerado como medicina preventiva (Foto: Reprodução/Internet)
A saúde da gente e a prevenção de doenças
A história cearense está marcada pela triste realidade de extermínio indígena (Foto: Reprodução/Internet)
A história do índio cearense no Coisas Nossas
De acordo com Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (PRODES), 8.000 km² foram desmatados entre 2015 e 2016 (Foto: Reprodução/Internet)
Preservação da Amazônia no Ecologia sem Fronteiras
Rita Lee é uma das mulheres mais importantes para a história da música brasileira (Foto: Reprodução/Internet)
A Mulher ao Longo da História
O Campo do Prado (Benfica) recebeu a primeira partida do Campeonato Cearense transmitida pela Ceará Rádio Clube (Foto: Arquivo Nirez)
A História do Rádio no Ceará – Parte 2

Deixe uma resposta

*