10/01/18

Martins Filho: Uma trajetória de vida dedicada à educação

Além da Universidade Federal do Ceará (UFC), o professor Martins Filho fundou a Universidade Estadual do Ceará (UECE) e a Universidade Regional do Cariri (URCA) (Foto: Reprodução/Internet)

A história da Universidade Federal do Ceará (UFC) se confunde com a do professor Antônio Martins Filho, seu fundador e primeiro reitor. Em entrevista concedida à Rádio Universitária FM, em 21 de dezembro de 1984, véspera de seu aniversário de 80 anos, o professor compartilhou sua trajetória de vida e suas realizações ao longo de oito de décadas de vida.

Filho do Cariri, Martins Filho desempenhou diversos ofícios durante sua vida: de entregador de jornais a caixeiro comerciante. Foi também dono de cinema, jornal e, até mesmo, de uma editora. Essa última o possibilitou se aproximar mais das atividades intelectuais a que sempre teve inclinação.

Seus primeiros passos na educação se deram ainda em 1925, aos 21 anos de idade, quando foi convidado a substituir um professor da Escola 13 de Maio, quando era integrante da Diretoria da União Artística Beneficente do Crato. Desde então, sua trajetória passaria cada vez mais a se confundir com o ensino e o caráter intelectual.

Antonio Martins Filho, Jean-Paul Sartre, Simone de Beauvoir, Milton Dias e Fran Martins.

Na década de 1960, o Reitor Antonio Martins Filho (esq.) recebeu Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir (centro). Na foto, também estão Milton Dias e Fran Martins (dir.) (Foto: Acervo do Museu de Arte da UFC)



Em 1944, o professor Antônio Martins Filho foi um dos  principais interlocutores do movimento que reivindicava a criação da primeira universidade cearense. Em 16 de dezembro de 1954, foi, enfim, criada a Universidade do Ceará, que foi instalada, posteriormente, em junho de 1955. Martins Filho foi nomeado ao cargo de reitor pelo então Presidente da República, Café Filho.

Além da Universidade do Ceará, atual Universidade Federal do Ceará, o professor Martins Filho desempenhou papel decisivo na fundação da Universidade Estadual do Ceará (UECE), em 1977, na qual foi reitor agregado. Em 1986, fundou, também, a Universidade Regional do Cariri (URCA). Martins Filho veio a falecer em 2002, dois dias antes de completar 98 anos.

O programa Opinião com o professor Antônio Martins Filho foi veiculado em 22 de dezembro de 1984, com produção e apresentação de Fátima Leite e operação de áudio de Henock.

Últimas postagens

O jornalista Tárik de Souza é um dos grandes nomes da crítica musical brasileira (Foto: Reprodução/Internet)
Música e poesia no Café com Letra
Além da Universidade Federal do Ceará (UFC), o professor Martins Filho fundou a Universidade Estadual do Ceará (UECE) e a Universidade Regional do Cariri (URCA) (Foto: Reprodução/Internet)
Martins Filho: Uma trajetória de vida dedicada à educação
O mural "Eva", do Acidum Project, é um exemplo da arte não elitizada (Foto: Reprodução/Street Art Brasil)
Programa Opinião questiona o elitismo da arte
Atualmente o edifício São Pedro está no centro das discussões sobre preservação histórica de Fortaleza. Enquanto uns visam o tombamento, outros buscam sua demolição (Foto: Daniel Aragão)
Preservação histórica de Fortaleza no Centro de Debates
Augusto Bonequeiro se apresenta constantemente com o boneco Fuleiragem pelo Brasil (Foto: Reprodução/Internet)
Teatro de bonecos é destaque no programa Entrevista
Tags:, , ,

Deixe uma resposta

*